No Rio de Janeiro, o Encontro Nacional do Comércio Exterior 2017

16/08/2017


Nos dias 9 e 10 de Agosto, realizou-se no Centro de Conveções Sul América no Rio de Janeiro a 36ª edição do Encontro Nacional do Comércio Exterior (Enaex), promovido pela Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), que teve como tema “Reduzir custos para exportar, reindustrializar e crescer”. O encontro contou com a presença das mais importantes  autoridades políticas e econômicas do país e dos maiores especialistas do setor; a Câmara Ítalo-Brasileira de Comércio e Indústria do Rio de Janeiro também participou do evento.

Paulo Rabello de Castro, Presidente BNDES

O Presidente do BNDES, Paulo Rabello, palestrou no evento e afirmou que a participação da instituição de fomento no comércio exterior está decrescente, em parte como efeito das investigações da Operação Lava-Jato, que atingiu as empreiteiras exportadoras de serviços. Reafirmou o compromisso do banco com a promoção das exportações de micro, pequenas e médias empresas para fortalecer a presença brasileira no comércio internacional e solicitou a realização, após a trabalhista, das reformas tributárias, da previdência e de uma redução significativa da despesa pública. Paulo Rabello ressaltou também que a maior vítima da recessão e do superávit comercial com queda na corrente de comércio foi a indústria e que o incremento nas vendas externas foi fruto de situações conjunturais, enquanto é preciso crias estímulos estruturais.

Marcos Antônio Pereira, Ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços

Em seguida, Paulo Rabello passou a palavra a Marcos Antonio Pereira, Ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, que disse que, apesar da onda de protecionismo que ganha força no contexto internacional, o Brasil continuará avançando na conquista de novos mercados. O Ministro citou o saldo comercial recorde de US$ 42,5 bilhões da balança comercial para reforçar que os números atuais comprovam o potencial exportador do país e que representam uma oportunidade de buscar novos rumos para o futuro do comércio exterior. O Ministro destacou também como o país está diante de um cenário de ampliação nas vendas para os principais mercados, como China, Estados Unidos, Argentina e União Europeia.

Maurício Quintella Lessa, Ministro dos Transportes

Após Marcos Pereira, palestrou o Ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil brasileiro, Maurício Quintella Lessa. O Ministro disse que o setor da aviação civil cresceu nos últimos quatro meses no País, depois de 19 meses consecutivos de queda. Ele informou ainda que o movimento dos portos brasileiros cresceu 4,4% no primeiro semestre de 2017 em relação ao mesmo período de 2016. Neste período, o crescimento de movimentação em ferrovias foi de 4,6%; em rodovias, 2,2%. Ao mencionar a concessão de novos terminais de aeroportos, esperada para breve, garantiu que será oferecida segurança jurídica para as empresas interessadas nos terminais. Quis também ressaltar como o governo tenha focado na desburocratização do setor, para que haja mais agilidade para a abertura de novos terminais.

Michel Temer, Presidente da República Federativa do Brasil

A cerimônia de abertura foi encerrada pelo Presidente da República Michel Temer. O presidente destacou as reformas em discussão no Congresso Nacional e disse que traçou uma agenda com líderes partidários para concluir as reformas política, da Previdência e tributária até o fim deste ano. “Ajustamos essa pauta para esse semestre. Se chegarmos ao final deste ano e tivermos completado o ciclo das reformas com essas três que apontei, teremos um 2018 mais próspero e mais desenvolvido no nosso país”. O Presidente também garantiu que não haverá aumento das alíquotas do Imposto de Renda e também destacou que, ao assumir o governo, teve que fazer um choque de “transparência e racionalidade” e citou a aprovação da PEC do teto dos gastos.



Todas as Notícias