Pós-Graduação em Café na Itália tem bolsa integral para brasileiros

08/06/2017


A Câmara Ítalo-Brasileira de Comércio e Indústria do Rio de Janeiro divulga a seguinte oportunidade: uma pós-graduação em Café com duração de cinco meses na cidade de Trieste, na Itália.

A empresa italiana Illy, especializada na produção e comercialização de café e seus derivados, criou em parceria com cinco institutos internacionais de ensino o Mestrado Internacional em Economia e Ciência do Café. Para 2018, serão oferecidas bolsas de estudos para países produtores de café, o que inclui o Brasil. As inscrições vão até 15 de junho.

Realizado na cidade de Trieste, na Itália, o curso tem duração de cinco meses e abrange todos os aspectos da cultura cafeeira, do cultivo até logística e comercialização. O valor total do curso é de 15 mil euros, e, além de bolsas parciais oferecidas pela Fundação, um candidato brasileiro será contemplado com uma bolsa integral.

Podem se candidatar graduados em Economia, Administração, Engenharia ou Ciências Agrônomas e que tenham fluência em inglês. Experiência prévia na indústria do café será considerada um diferencial.

Trata-se de um mestrado internacional, organizado por um grupo de instituições de ensino e especialistas em produção cafeteira: Fundação Ernesto Illy, Università Del Caffè da illycaffè, Universidade de Trieste, Universidade de Udine, International Superior School of Advanced Studies of Trieste, Association of Molecular Biomedicine e District of Coffee de Trieste.

Como se candidatar à Pós-Graduação em café

Para concorrer, é preciso enviar um e-mail para a Universidade do Café Brasil, que apoiará a Fundação Illy na seleção de candidatos, com um currículo de até 3 páginas, além de uma carta de apresentação detalhando o interesse no curso e sua motivação. Será dada preferência para candidatos que não tenham curso de pós-graduação.

Tanto o currículo quanto a carta devem estar em inglês, e precisam ser enviados até o dia 15 de junho. Confira aqui os detalhes e inscreva-se!

O Brasil é o maior produtor mundial de café, e tem crescido expressivamente na produção de cafés especiais – produtos que, através de um cuidadoso processo de produção, possuem um grão mais saboroso e rico.

Fonte: Estudarfora



Todas as Notícias