S&P coloca rating do Brasil em perspectiva positiva

18/12/2019


A agência de classificação de risco S&P Global mudou a perspectiva para a nota de crédito do Brasil de neutra para positiva, citando avanços na área fiscal. A S&P reafirmou o rating de longo prazo do país em “BB-“ e o de curto prazo em “B”.

Segundo a agência, o governo brasileiro continua implementando medidas de consolidação fiscal visando reduzir o déficit fiscal. “Isso, juntamente com taxas de juros mais baixas e implementação gradual da agenda de reformas, deve contribuir para um crescimento e fortalecimento mais fortes das perspectivas de investimento nos próximos três anos, bem como uma gradual melhora nos resultados fiscais”, informa a agência no comunicado.

A S&P destaca que a perspectiva positiva reflete a possibilidade de atualização do rating nos próximos dois anos se houver mais progresso na agenda fiscal e de crescimento que permita uma redução mais rápida do déficit fiscal e da estabilização da dinâmica da dívida.

“Também poderíamos melhorar a avaliação do Brasil se a dinâmica real de crescimento do PIB começar a ficar comparativamente mais favorável em relação aos pares com um nível semelhante de desenvolvimento econômico”, informa a agência.

Finalmente, a agência afirma que poderá elevar os ratings, mesmo contra suas expectativas, se o país fortalecer ainda mais seu perfil externo, apesar da volatilidade global, particularmente se “mantiver uma posição líquida de credor ainda mais favorável nos próximos dois anos”.

“Alternativamente, desenvolvimentos políticos ou econômicos que reduzam a possibilidade de implementar reformas corretivas adicionais nos próximos dois anos, prejudicando as perspectivas de diminuição dos déficits do governo e da estabilização das perspectivas para a dívida, como também limitem as perspectivas de crescimento a médio prazo, nos levaria a revisar a perspectiva para estável”, afirma a S&P.

Fonte: Valor Econômico

 



Todas as Notícias