Visita do Ministro das Relações Exteriores da Itália, Angelino Alfano, no Brasil

26/02/2018


“O Brasil é um País grandioso, que combina oportunidades importantes, em muitas áreas, com a criatividade e a paixão pela vida que seu povo expressa. A mensagem política que pretendo transmitir é, portanto, a busca de uma parceria forte em todas as questões globais complexas: no plano político, em nível econômico e na esfera social e cultural. Porque o Brasil é um parceiro estratégico para nós “.

Assim é mencionado no site da Farnesina, referindo-se a visita do ministro no Brasil, nos dias 21-22-23 de fevereiro.

O ministro das Relações Exteriores da Itália, Angelino Alfano, desembarcou na tarde da quarta-feira (21), Dia Nacional do Imigrante Italiano, na cidade de São Paulo, durante a segunda etapa de sua viagem à América Latina, com o objetivo de melhorar as relações bilaterais entre os dois países.   

“A partir da capital econômica deste grande país que eu quero enfatizar a importância estratégica que atribuímos à economia, indústria e cooperação entre Brasil e Itália”, disse o ministro ao chegar no território brasileiro.   

Em seu primeiro compromisso no país, Alfano encontrou o prefeito de São Paulo, João Doria, na presença do Cônsul-Geral da Itália em São Paulo, Michele Pala, e do Embaixador Italiano no Brasil, Antonio Bernardini.   

A presença de Alfano na cidade “é a base sólida para revitalizar as relações bilaterais. Energia, infraestrutura e agro-indústria, design e economia são áreas de interesse”, escreveu a Farnesina no Twitter.   

Logo após, o chanceler italiano seguiu para uma reunião com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso para discutir sobre “a situação atual do Brasil e questões regionais, além das perspectivas para a expansão das relações bilaterais”.   

No dia seguinte, Alfano desembarcou em Brasília, onde encontrou o seu homólogo Aloysio Nunes Ferreira, o Presidente Michel Temer e os Ministros do Planejamento Econômico, Dyogo Oliveira, e da Defesa, Raul Jungmann.   

Na sexta-feira (23), o Chanceler visitou a Fundação Torino, em Belo Horizonte, e inaugurou o novo Consulado da Itália na capital mineira, ao lado do Governador Fernando Pimentel. No mesmo dia, Alfano passou brevemente pelo Rio de Janeiro, para um jantar com dirigentes de grandes empresas italianas. 

Alfano não tem dúvidas: “O Brasil é um parceiro estratégico”.

O chanceler também se comprometeu a fazer esforços pela conclusão, “o mais rapidamente possível”, das negociações para o acordo comercial entre União Europeia e MercosulÉ um acordo de grande valor político e de extraordinária importância comercial para ambos os lados. A Itália é o país que primeiro colocou sobre a mesa a questão da importância do acordo e da flexibilidade em relação aos interesses estratégicos do Mercosul”, disse, acrescentando que espera a “mesma disponibilidade” dos membros das nações sul-americanas. 

Fonte: AnsaBrasil



Todas as Notícias