A moda brasileira marca presença em Milão

26/02/2019


Um pouco do Brasil desembarcou em Milão durante a Fashion Week, de 19 a 25 de fevereiro. A empresa carioca All Branding, de Lia Paiva, Adriana Rosa e Lorena Campello, levou à cidade italiana, pela primeira vez, as grifes Kroché, Chemiserie, Annaka e Gaitee para uma série de encontros de negócios e sessões fotográficas em cenários de encantadores como a neoclássica Villa Reale, em Monza. Um evento em “petit comité” no elegante hotel milanês “Principe di Savoia”, no dia 22, celebrou ainda a presença das quatro marcas em terras italianas e contou com a presença do cônsul do Brasil em Milão, o embaixador Eduardo dos Santos. O coletivo de moda brasileira – duas empresas de vestuário, uma de acessórios e outra de joias – se expressa através de um estilo contemporâneo com bases sólidas na produção artesanal. “Podemos defini-las como grifes com um espírito ‘glocal’, já que conseguem associar uma estética internacional à valorização da nossa cultura, com o uso de matérias-primas e mão de obra locais”, explica Lia Paiva, uma das sócias da All Branding, que morou na Itália por muitos anos, onde estudou moda.

 Kroché

A muito ativa e centenária senhora Domingas Abadia é a grande “influencer”, além de avó, da designer Lígia Frick, fundadora da marca de acessórios Kroché que modernizou o conceito de crochê e oferece oportunidades de emprego para as mulheres da terceira idade. Tudo nasce do amor de Lígia pela moda e as atividades manuais, do desejo de empreender e de uma importante recordação: a das dificuldades que sua avó teve, muitos anos atrás e já não mais uma jovem, para reposicionar-se no mercado de trabalho. Assim, a designer decidiu criar o projeto social “Tecendo Um Novo Caminho/Tecendo uma nova estrada”, para produzir bolsas e sandálias de crochê de uma forma moderna e favorecer a inclusão de mulheres na produção. Tanto para quem produz quanto para quem compra, esta é uma nova abordagem no mundo da moda – mais consciente, carinhoso e com um valor real. Bolsas, acessórios e calçados, de caráter forte e moderno, são feitos com grande atenção à sustentabilidade.

Chemiserie

Chemiserie, ateliê criado por Simone Bastos é, por natureza, especializado em camisas, mas – desde a abertura em 2008 e graças ao sucesso conquistado em poucos anos – expandiu a produção a todos as peças do armário feminino. A marca oferece peças atemporais que fogem do chamado modismo que são fabricadas, com grande atenção aos detalhes, no próprio laboratório artesanal. As criações da Chemiserie são versáteis e elegantes e podem ser usadas seja para um almoço de negócios, um jantar com amigos, no trabalho ou até mesmo para um final de semana na praia.

Annaka

Annaka é um grife de joias e bijouterias de luxo criadas pela designer Anna Karina Lins. Anéis, brincos, braceletes e colares se caracterizam por suas linhas sinuosas e orgânicas, inspiradas na flora mundial e ainda contam com a força e a beleza de pedras naturais. A designer é presente em todo o processo criativo: desde a pesquisa e inspirações, passando pelos croquis e escolhas de materiais, até o próprio processo de execução manual das peças. Anna ficou conhecida por ser pioneira na moldagem de acrílico à mão, habilidade que torna cada peça única. Até hoje a técnica é presente em suas coleções, assim como métodos tradicionais de ourivesaria e fundição.

Gaitee

Seu nome é inspirado na palavra francesa “gaité”, que significa felicidade, alegria.  A marca foi criada por Joanna Pascowitch. A Gaitee oferece uma moda feminina com um sabor atemporal, realçado por cortes inovadores e transparências. As criações em tecidos naturais, como linho, algodão e seda, oferecem diferentes possibilidades de combinação, são amplas e fluidas, mesclando classe, leveza e singularidade.

Contatos: Assessoria de Imprensa – Comunicazione Carioca
Paula Acosta e Fernanda Massarotto



Todas as Notícias