Amazon está entre os empregadores mais atraentes da Itália: só em 2020 contratou mais de 2.600 pessoas

08/02/2021


Depois de anunciar a criação até 2021 de outros dois centros na Itália, a Amazon faz o balanço do que foi alcançado em 2020 em termos de infra-estrutura, emprego e estratégias no país. E faz isso através de um comunicado de imprensa que se concentra em um aspecto específico: que em poucos anos o e-commerce fundado e dirigido por Jeff Bezos tornou-se um “dos maiores criadores de novos empregos – atualmente existem mais de 9.500 funcionários permanentes em toda a Itália –  oferecendo oportunidades profissionais estáveis e bem pagas em todo o país e apoiando a recuperação da economia e a digitalização”.

Só em 2020, de fato, a Amazon criou mais de 2.600 empregos permanentes no país (quase 30% do total) envolvendo, como sempre, pessoas com “tipo de formação, aspirações profissionais, nível de educação e experiência: de engenheiros, programadores de software e especialistas em Cloud, a trabalhadores que regressam ao mercado de trabalho e jovens em suas primeiras experiências”.

“A Amazon é um poderoso motor de crescimento para a economia italiana. Através da inovação, do investimento e da criação de emprego, está ajudando a transformar o potencial econômico das comunidades urbanas e rurais em toda a Itália. Investimos muito na economia italiana e em seus colaboradores, empregando diretamente quase dez mil talentosos profissionais, que recebem desde o primeiro dia uma remuneração e benefícios competitivos, e criando, segundo estudos independentes, 120 mil empregos adicionais através de efeitos indiretos”, disse Mariangela Marseglia, VP Country Manager Amazon.it e Amazon.es. “Nossos crescentes investimentos no Piano Italia’, – acrescenta o gestor –  destinam-se a construir a infra-estrutura digital e física para fornecer produtos e serviços a milhões de clientes italianos e para ajudar o desenvolvimento digital de mais de 14 mil PME italianas. Nós os consideramos um recurso para acelerar a transformação digital do país e apoiar a economia italiana na fase de recuperação.”

Como evidenciado pela nota oficial do grupo, as oportunidades de emprego criadas ao longo do tempo pela Amazon estão espalhadas por mais de 40 cidades italianas: escritórios corporativos em Milão, centros de desenvolvimento em Turim e Asti, centros de dados na Lombardia, serviço de atendimento em Cagliari, centros de distribuição e triagem de armazéns localizados de Norte a Sul da Itália.

Os salários dos funcionários da Amazon Itália estão entre os mais altos para cada setor de referência das atividades operadas. No setor de logística, por exemplo, o salário de entrada das operadoras da Amazon é de 1.550 euros brutos por mês. Mas isso não é tudo. A Amazon, de fato, também garante benefícios, oportunidades de carreira e melhoria de sua formação, incluindo programas inovadores como ‘Career Choice’, que antecipa 95% do custo de livros didáticos para cursos profissionais escolhidos por funcionários, e programas de licença parental.

Não é por acaso, portanto, que a empresa de Jeff Bezos foi selecionada este ano pela Universum como um dos empregadores mais atraentes da Itália. O ranking foi baseado nas respostas de mais de 36 mil estudantes de 48 universidades e a Amazon obteve o quinto lugar entre as empresas italianas, segundo os estudantes do setor empresarial.

Para além dos investimentos estruturais e da criação de novos postos de trabalho, a empresa americana lançou vários projetos de apoio às PME italianas que pretendam iniciar a sua própria empresa, digitalizar uma já existente ou aumentar o seu volume de negócios. Entre estes, estão ‘Vendere su Amazon’, ‘Logistica di Amazon’ e ‘Accelera con Amazon’ (que, gratuitamente, estimulará o crescimento e a digitalização de mais de 10 mil pequenas empresas em toda a Itália).

Entre outras coisas, deve também recordar-se que, para apoiar as PME durante a crise causada pela Covid-19, a Amazon investiu mais de 16 mil milhões de euros a nível mundial para as ajudar a aumentar as suas vendas na sua plataforma. Aspectos que, no seu conjunto, permitiram a quase 600 empresas italianas ultrapassar 850 mil euros de vendas na Amazon, aos parceiros de vendas italianos a exceder no total 500 milhões de euros de volume de negócios no exterior e criar mais de 25 mil postos de trabalho para apoiar o crescimento digital da empresa.

Fonte: Forbes.it | Foto: Shutterstock



Todas as Notícias