Assocamerestero: “A comida pseudo-italiana em franco crescimento em todo o mundo”

09/03/2022


São mais de 600 produtos Italian Sounding detectados pelas sete Câmaras de Comércio Italianas no exterior presentes na Austrália, Brasil, Polônia e Rússia, assim como a indústria agroalimentar italiana surgiu fortalecida pela crise da pandemia, com as exportações atingindo o recorde histórico de 2021 + 11,1%, por um valor de 52 bilhões de euros.

As limitações decorrentes da pandemia favoreceram, portanto, as imitações locais, levando os países estrangeiros a substituir os produtos italianos por produtos italianos de tom italiano, usando nomes, cores e imagens com referências claras à Itália, embora não pertençam a produtos típicos do nosso país. 

A Assocamerestero acompanhou a propagação do fenômeno nos seus mercados de referência, destacando uma redução consistente de preços ao consumidor de produtos italianos Sounding em comparação com o produto italiano original disponível.

A pesquisa faz parte do Projeto True Italian Taste, promovido e financiado pelo Ministério das Relações Exteriores e Cooperação Internacional, como parte da campanha governamental “The Extraordinary Italian Taste”, e criado pela Assocamerestero em colaboração com 41 CCIE presentes na Ásia, Austrália, América do Norte e do Sul e nos principais países parceiros europeus da Itália em setor agroalimentar.

“O recorde histórico de 52 bilhões de euros alcançado no último ano pelas exportações do setor agroalimentar – sublinha Gian Domenico Auricchio, presidente da Assocamerestero – destaca a forte capacidade competitiva dos produtos italianos, que conseguiram conquistar mercados internacionais apesar das restrições comerciais. Se por um lado a atenção dos consumidores se deslocou para a qualidade, segurança e sustentabilidade dos produtos, privilegiando o consumo de produtos Made in Italy, em particular produtos certificados, por outro, os limites impostos pela pandemia favoreceram, infelizmente, a proliferação de produtos Italian Sounding em muitos países. Por essa razão, as Câmaras de Comércio Italianas no exterior continuam realizando ações constantes em territórios para sensibilizar o consumidor para o consumo e compra do produto autêntico italiano”. Imitações de produtos alimentícios italianos estão muito presentes em países emergentes e naqueles cujos consumidores têm maior poder aquisitivo – da China à Austrália, da América do Sul aos Estados Unidos. Os produtos Italian Sounding também conquistaram grandes segmentos de mercado também na Rússia, onde o embargo aos produtos italianos devido às sanções impostas pela União Européia favoreceu a proliferação de imitações do autêntico Made in Italy.

A pesquisa realizada revelou mais de 600 produtos Italian Sounding detectados pelos 7 CCIEs presentes na Austrália, Brasil, Polônia e Rússia.  A categoria mais afetada pelo fenômeno é a de produtos lácteos com 23,6% de produtos, 13,6 %, dos quais os vinhos e espumantes têm a maior incidência no setor (11,5%). Os condimentos Italian Sounding (molhos, conservas, azeite, vinagre) registaram maior difusão no Brasil, com 14,5%, e na Polônia (10,5%).

Os condimentos italianos Sounding (molhos, conservas, azeite, vinagre) registaram maior difusão no Brasil, com uma quota de 14,5%, e na Polónia (10,5%), seguida da Austrália (7,4% ). Na Austrália, por outro lado, o Italian Sounding mais difundido pertence à categoria de produtos à base de carne, com uma participação de 23%, seguido por produtos lácteos, que representam cerca de um quarto das imitações italianas presentes na área (24,5% ) e de massas (21,9%), cuja difusão também é muito expressiva no Brasil (27,1%) e na Polônia

(26,3%). Na Rússia, mais de um terço da comida italiana Sounding é composta por produtos lácteos (especialmente mussarela e Parmigiano Reggiano), enquanto as bebidas ocupam a segunda posição (28,6%) graças à presença consistente de vinhos e espumantes. Pratos prontos e congelados (pizza congelada) estão disponíveis principalmente na Polônia (10,5%), seguido de perto pelo Brasil (9%). Em todas as categorias de produtos Italian Sounding mais difundidos nos mercados em questão, há uma redução de preços em relação aos produtos autênticos correspondentes.

O vinho é o produto italiano Sounding para o qual a redução é maior, (-44,9%), seguido de massas (-32%), café (-30,3%) presente na Austrália e Rússia e, finalmente, de condimentos (-29%), em que mercados brasileiro e polonês podem custar metade do produto equivalente italiano.

 

Fonte: Il Sole 24 Ore



Todas as Notícias