Brasil e Itália debatem uso do hidrogênio como energia limpa

24/09/2021


O embaixador da Itália no Brasil, Francesco Azzarello, abriu nesta quarta-feira (22) o simpósio Itália-Brasil da Conferência Mundial sobre Produção do Hidrogênio, organizado pelos italianos do Conselho Nacional de Pesquisa – Instituto de Tecnologias Avançadas para a Energia Nicola Giordano (CNR-ITAE) e pelo CNR – Instituto para a Tecnologia de Membranas (ITM).

Segundo a Embaixada, um dos temas que receberam especial atenção foram as “oportunidades oferecidas em termo de emprego pelas tecnologias do hidrogênio”.

O encontro contou ainda com a presença do presidente da Associação Brasileira de Hidrogênio (ABH2), Paulo Emílio Valadão de Miranda, e do diretor de Estudos Econômico-Energéticos e Ambientais da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Giovani Vitória Machado.

O simpósio faz parte do Festival do Desenvolvimento Sustentável, em colaboração com o Ministério das Relações Exteriores da Itália, que abordará temas comuns à conferência Pré-COP26 da ONU, que será realizada em Milão, entre os dias 30 de setembro e 2 de outubro. O evento italiano é uma preparação para a COP26, a reunião global sobre as mudanças no clima organizada pela Organização das Nações Unidas entre os dais 31 de outubro e 12 de novembro em Glasgow.

Conforme os organizadores da Pré-COP26, representantes de cerca de 100 países estarão presentes para debater, de maneira informal, quais devem ser as políticas adotadas para atingir as metas estabelecidas e firmadas por todos os países no Acordo de Paris de 2015.

Fonte: Terra



Todas as Notícias