Pontos-chave da conferência UE- América Latina

25/01/2016


Ocorreu na sexta-feira 15 de janeiro a conferência internacional “Relações entre a União Europeia e a América Latina: da resiliência social à global governance”, organizada em Roma pelo Ministério das Relações Exteriores e pelo Instituto de Negócios Internacionais (IAI), com a contribuição do Barcelona Centre for International Affairs (CIDOB) e do Instituto Ítalo-Latino Americano (IILA).

O Alto Representante da União Europeia para os Negócios Estrangeiros, Federica Mogherini, relatou sobre o trabalho ao qual a União Europeia está dando continuidade para enfrentar as dificuldades do atual momento histórico. Apesar das tensões e da instabilidade que caracterizam esta fase de crise, “não podemos perder a oportunidade de colaborarmos com nossos parceiros”, disse Mogherini. “A América do Sul nunca foi tão próspera nas décadas passadas, o bem-estar difundiu-se e novas classes sociais estão sendo representadas na política.”

“Embora o crescimento tenha sido abrandado, as relações entre União Europeia e América do Sul poderiam ser a resposta e favorecer a recuperação econômica”, para Mogherini. “É fundamental investir nas atividades mais fortes e UE e América do Sul têm condições para trabalharem junto para reforçar as instituições democráticas e a resiliência nas áreas em crise”.

Por fim, o Alto Representante declarou que os encontros entre UE e América Latina, antes realizados de dois em dois anos, serão realizados anualmente. “Partilhando os mesmos valores e a mesma ideia de ordem e de paz globais, temos a responsabilidade de nos comprometermos para que os dois continentes impulsionem a recuperação mundial”.

(Fonte: Italian Network)



Todas as Notícias